Projetos e Obras

 

 

Veja alguns dos nossos projetos e obras
fotografia 1.JPG
fotografia 1.JPG

fotografia 2.JPG
fotografia 2.JPG

Simulação 3d.
Simulação 3d.

fotografia 1.JPG
fotografia 1.JPG

1/8
MORADIA IAN&JULIE
TAVIRA, FARO



ASSESSORIA E FISCALIZAÇÃO

ECO-CONSTRUÇÃO

 

Inserido num terreno com 40520m2 em Área de Proteção aos Sistemas Aquíferos, o conjunto edificado existente, executado em estrutura de pedra, apresentava um avançado estado de degradação/ruínas.

O programa habitável da moradia desenvolve-se num piso térreo com área de 238.14m2 e num piso superior com área de 90m2. Além dos pisos habitáveis referenciados, a moradia usufrui de um piso em cave, com área de implantação de 238,00m2, destinado à zona de garagem e arrecadação assim como de uma piscina biológica com 150.00m2.

A nova proposta do conjunto edificado, além da habitação requerida, engloba espaços anexos como um novo Curral, uma casa de apoio à Piscina Biológica e a recuperação da Eira.

Planta geral.
Planta geral.

Simulação 3d do projeto.
Simulação 3d do projeto.

Fotografia.
Fotografia.

Planta geral.
Planta geral.

1/15
MORADIAS UNIFAMILIARES COSTAS DE CÃO, TRAFARIA - ALMADA



PROJETO, ASSESSORIA E FISCALIZAÇÃO

 

Moradia unifamiliar constituída por dois edifícios, tendo em vista a sua utilização por 2 famílias. O edifício principal com R/chão, 1º andar e cave, e outro, casa do caseiro, com R/chão. A solução estrutural é ecológica, autoportante em terra e madeira. 

Alçado, corte e planta.
Alçado, corte e planta.

Simulação 3d.
Simulação 3d.

Fotografia 12
Fotografia 12

Alçado, corte e planta.
Alçado, corte e planta.

1/16
MORADIA UNIFAMILIAR 
BELAZAIMA DO CHÃO,
ÁGUEDA



PROJETO, ASSESSORIA E FISCALIZAÇÃO

 

A moradia insere-se num terreno com uma área de 4650 m2, onde, na sua envolvente se projetam diversos espaços e usos com naturezas distintas como por exemplo uma área de jardim, uma zona de vinha e circulações, uma zona de natureza livre, um terreno de cultivo, uma eira e uma horta.

Planta geral do empreendimento.jpg
Planta geral do empreendimento.jpg

Vista geral do empreendimento.jpg
Vista geral do empreendimento.jpg

Interior T1 Plus.jpg
Interior T1 Plus.jpg

Planta geral do empreendimento.jpg
Planta geral do empreendimento.jpg

1/14
HOTEL RURAL ALCANTARILHA
PÊRA, SILVES

 

PROJETO

 

 

1A.jpg
1A.jpg

1B.jpg
1B.jpg

Espaço de trabalho.
Espaço de trabalho.

1A.jpg
1A.jpg

1/20
MEDTRONIC
LISBOA

 

REMODELAÇÃO INTERIOR

 

 

Estudo prévio.
Estudo prévio.

Estudo da envolvente e primeiros esquissos.

Museu do Jurássico.
Museu do Jurássico.

Museu do Jurássico
Museu do Jurássico

Estudo prévio.
Estudo prévio.

Estudo da envolvente e primeiros esquissos.

1/3
MUSEU DO JURÁSSICO
LOURINHÃ, LISBOA
 
ESTUDO PRÉVIO

 

 

Planta geral.
Planta geral.

CASTELO DE SILVES
CASTELO DE SILVES

CASTELO DE SILVES
CASTELO DE SILVES

Planta geral.
Planta geral.

1/10
REABILITAÇÃO DO CASTELO DE SILVES



PROJETO, ASSESSORIA E FISCALIZAÇÃO

 

Autores: Pedro Correia e Mário Varela Gomes.

Todo o interior do Castelo de Silves foi remodelado, tendo como base concetual a presença Muçulmana neste castelo.

Foi projetado e criado um jardim com espécies vegetais trazidas até nós naquelas épocas, a cisterna foi reabilitada como espaço visitável, foi projetado um bar e I.S., onde a taipa está presente como elemento de transição entre uma atitude e tecnologias mais atuais e o mundo antigo.

Simulação 3d de todos os pisos.
Simulação 3d de todos os pisos.

Esquisso inicial da proposta.
Esquisso inicial da proposta.

Simulação 3d de todos os pisos.
Simulação 3d de todos os pisos.

1/14
MORADIA UNIFAMILIAR COIMBRA



ASSESSORIA E FISCALIZAÇÃO

CONSTRUÇÃO MISTA

 

Habitação unifamiliar, tipologia T4 com área de implantação da habitação de 285.92m2, área bruta de construção da habitação de 462.63m2 (incluí cave, rés-do-chão e primeiro piso).

Estrutura em betão armado e paredes exteriores em alvenaria de tijolo.

Envolvente do edifício.
Envolvente do edifício.

Edifício original.
Edifício original.

Fotografia do ambiente à noite.
Fotografia do ambiente à noite.

Envolvente do edifício.
Envolvente do edifício.

1/12
MORADIA QUINTA DA TERRA
SÃO DOMINGOS, SANTIAGO DO CACÉM

 

PROJETO DE REABILITAÇÃO

 

O existente consistia numa casa tradicional Alentejana com cerca de 90m2 (incluindo a área do forno), subdividida de forma usual, da época de 1940 a 1970.

A intervenção baseou-se na subdivisão de 1 dos compartimentos e composição interior de modo a proporcionar uma melhor vivência. 

Edifício original.JPG
Edifício original.JPG

Construção em Adobe.JPG
Construção em Adobe.JPG

Casa terminada
Casa terminada

Edifício original.JPG
Edifício original.JPG

1/8
MORADIA UNIFAMILIAR ARRAIOLOS



PROJETO E OBRA

 

LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE
LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE

LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE
LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE

LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE
LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE

LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE
LOJA DE ÓPTICA DA PAREDE

1/20
CENTRO ÓPTICO
PAREDE



PROJETO, ASSESSORIA E FISCALIZAÇÃO

 

Autores: projeto Arq. Arménio Alcântara, assessoria e fiscalização Arq. Pedro Correia.

8-6.JPG
8-6.JPG

O ESPAÇO
O ESPAÇO

espaços e casas
espaços e casas

8-6.JPG
8-6.JPG

1/12
CASA DECOR



PROJETO E OBRA

 

Moradia original.
Moradia original.

Fachada original
Fachada original

Fotografia do exterior.
Fotografia do exterior.

Moradia original.
Moradia original.

1/10
MORADIA GÓIS
GÓIS, COIMBRA
 
PROJETO E OBRA

 

Para promover este tipo de intervenção, construção/reabilitação de um edifício de habitação, foi necessário realizar o levantamento arquitetónico do conjunto edificado existente. Trata-se de um edifício antigo, cuja composição estrutural é definida por paredes exteriores resistentes em pedra, vigamentos e pavimentos em madeira a descarregar nas paredes resistentes e estrutura da cobertura em madeira. A proposta arquitetónica insere-se no âmbito da Eco-Construção que inclui várias disciplinas, de realçar o bio-climatismo, a construção com terra, bio-construção, a reutilização das águas das chuvas, entre outras, isto para referir que de um projeto com estas intenções, resultam, vantagens para o ambiente envolvente e em geral, visto ser menos emissor de CO2 para a atmosfera.

Paredes originais em pedra e paredes novas em Barrocal. Todo o sistema estrutural é autoportante e para tal possui espessuras de parede superiores às normais, com evidentes ganhos térmicos e acústicos.

Casa Taheer
Casa Taheer

Casa Taheer.
Casa Taheer.

Casa Taheer - antes.
Casa Taheer - antes.

Casa Taheer
Casa Taheer

1/4
MORADIA TAHEER
MONTE ESTORIL, CASCAIS
 
REMODELAÇÂO

 

Remodelação de habitação unifamiliar T4 existente, com implantação 177.60 m2 e 535.27 m2 de área bruta de habitação.

O objetivo foi a remodelação da habitação com o intuito de a dotar de características de habitabilidade e funcionalidade, em harmonia com os espaços envolventes, contribuindo para a atual política de reabilitação da massa construída do Concelho de Cascais.

As opções têm em conta o facto de a cal ser o elemento básico de construção, estando esta apenas adaptada a receber materiais com semelhante coeficiente de elasticidade, daí a recuperação ser em argamassa de cal.

As restantes opções, em particular o revestimento de cortiça expandida de alta densidade, no seu revestimento exterior, resulta da necessidade que esta construção tem de “respirar” termo usado para as trocas gasosas entre o interior e exterior e vice-versa.

Planta de implantação
Planta de implantação

Planta piso 0.
Planta piso 0.

vimieiro_alcados.jpg
vimieiro_alcados.jpg

Planta de implantação
Planta de implantação

1/21
MORADIA UNIFAMILIAR
VIMIEIRO, ARRAIOLOS
 
PROJETO E OBRA

 

Trata-se de uma habitação unifamiliar ecológica com 4 assoalhadas distribuídas na sua totalidade em 1 piso. 

Na construção anexa podemos encontrar uma área técnica com um pequeno armazém para máquinas agrícolas.

No exterior, em frente à sala de estar e dos quartos temos um pequeno alpendre que sombreia o envidraçado no Verão.  

A solução estrutural da moradia baseia-se em construção autoportante com paredes de alvenaria de adobe reforçada, com cobertura de 2 águas com telha de aba e canudo, com estrutura de madeira, isolamento e caixa-de-ar.

Maquete do projeto.
Maquete do projeto.

Maquete do projeto.
Maquete do projeto.

Maquete do projeto.
Maquete do projeto.

1/19
MORADIA NAIR
AROEIRA, CHARNECA DA CAPARICA
 
PROJETO

 

 

Restaurante Jardim do Lago - antes.
Restaurante Jardim do Lago - antes.

Exterior - antes.
Exterior - antes.

Obra finalizada.
Obra finalizada.

Restaurante Jardim do Lago - antes.
Restaurante Jardim do Lago - antes.

1/14
RESTAURANTE BAR
JARDIM DO LAGO
MONTE ESTORIL, CASCAIS



PROJETO E OBRA

 

Adaptação do espaço existente, a um Restaurante / Snack-Bar.

As alterações propostas visam criar e melhorar as condições de bem-estar dentro e fora do estabelecimento, dotando as instalações de melhores condições visuais, térmicas e acústicas.

O tipo de estrutura proposta é toda ela ligeira e desmontável com materiais como madeira, cortiça e vidro.

 

Restaurante Snack-Bar Flor de S.João
Restaurante Snack-Bar Flor de S.João

Projeto original antes da remodelação.

Montra.
Montra.

Projeto original antes da remodelação.

Restaurante Snack-Bar Flor de S.João
Restaurante Snack-Bar Flor de S.João

Projeto original antes da remodelação.

1/2
RESTAURANTE SNACK-BAR FLOR DE S. JOÃO

SÃO JOÃO, ESTORIL



REMODELAÇÃO

 

Atualização em breve.

Planta.
Planta.

Alçado e cortes.
Alçado e cortes.

Simulação 2.
Simulação 2.

Planta.
Planta.

1/4
MORADIA BI-FAMILIAR
VILA NOVA DE FAMALICÃO, BRAGA



PROJETO E OBRA

 

Trata-se de uma habitação unifamiliar com tipologia T4 e está orientada longitudinalmente para Norte-Sul, implicando que os seus alçados principais estejam virados para norte (caminho público).

A solução baseia-se em vigas e pilares de betão armado com paredes de alvenaria de tijolo de terra e cobertura plana.

Simulação tridimensional do projeto.
Simulação tridimensional do projeto.

Cais de descargas.
Cais de descargas.

Simulação tridimensional do projeto.
Simulação tridimensional do projeto.

1/6
FABRICA FRADICAL

 

 

PROJETO

 

 

 

Perspetiva geral da Villa Duarte.
Perspetiva geral da Villa Duarte.

Planta geral.
Planta geral.

Vista geral.
Vista geral.

Perspetiva geral da Villa Duarte.
Perspetiva geral da Villa Duarte.

1/6
VILLA DUARTE
SANTARÉM
 
PROJETO

 

O objetivo proposto é a realização de uma habitação unifamiliar com tipologia T4, estando orientada longitudinalmente Este-Oeste. Pretende-se que a proposta arquitetónica esteja em harmonia com os espaços envolventes. Trata-se de construção de raiz, com 279.21m2 de área bruta de habitação, estando este terreno sem qualquer tipo de construção. A solução estrutural da moradia será em vigas de madeira com paredes de alvenaria de tijolo de adobe autoportante e cobertura em terraço.

Fachada do edifício.
Fachada do edifício.

Acesso ao jardim.
Acesso ao jardim.

Fotografia do espaço.
Fotografia do espaço.

Fachada do edifício.
Fachada do edifício.

1/11
JARDIM PEDRO MARIA
CARNAXIDE, OEIRAS

 

PROJETO

 

 

Casa original.
Casa original.

Fotografia da casa original.
Fotografia da casa original.

Processo de construção.
Processo de construção.

Casa original.
Casa original.

1/8
MORADIA MESSEJANA
MESSEJANA, ALJUSTREL

 

PROJETO DE REABILITAÇÃO E OBRA

 

 

BIO PISCINA
BIO PISCINA

BIO PISCINA
BIO PISCINA

BIO PISCINA
BIO PISCINA

BIO PISCINA
BIO PISCINA

1/15
PISCINA BIOLÓGICA
QUINTA DA FONTOURA



OBRA

Perspetiva aérea do conjunto.
Perspetiva aérea do conjunto.

Fachada principal.
Fachada principal.

Casa Egito.
Casa Egito.

Perspetiva aérea do conjunto.
Perspetiva aérea do conjunto.

1/21
SOLCONSTRÓI
ANGOLA
 
PROJETO

 

 

Perspetiva frontal
Perspetiva frontal

Perspetiva aérea.
Perspetiva aérea.

Perspetiva frontal
Perspetiva frontal

1/8
STAND ISOCOR
 
PROJETO

 

 

Casa BTC.
Casa BTC.

Casa BTC.
Casa BTC.

1/8
BTC - Bloco de Terra Compactada
VILA DO CONDE

 

PROJETO E OBRA

 

 

Terreno localizado no Concelho de Vila do Conde, com área de 574m2.

A habitação unifamiliar possui 108m2 de implantação e 216m2 de área bruta, bem como a construção de uma garagem de 30m2 de área bruta, com uma área útil da garagem é de 23.87m2.

Trata-se de tipologia T4 em que a habitação uni-familiar bioclímática adquire 5 assoalhadas.

1/2
RESTAURANTE GOVINDA JI
OEIRAS, LISBOA
 
PROJETO E OBRA
 

Projeto de remodelação para Salão de Chá GOVINDA BIO, integrado no Jardim Municipal de Oeiras.

Pretende-se que o espaço seja didático ao ponto de informar os seus utentes da história, proveniência, uso medicinal e modo de preparação do chá, para além do seu sabor peculiar.

Dentro do interesse de preservar todo o existente, localizou-se a copa no  exterior do edifício, no extremo norte da esplanada, de forma a dotar o espaço de melhores características funcionais e de não desvirtuar a ambiência dentro do edifício octogonal com características ímpares.

1/3
MORADIAS UNIFAMILIARES
FUNCHAL, MADEIRA
 
PROJETO

 

Autor Arq. Pedro Correia,  Atelier Ascenção

 

A intervenção consiste na construção de 4 moradias unifamiliares em banda, cujos fogos são de tipologia T3, com áreas generosas.

A proposta baseia-se na reinterpretação das formas, dos espaços, dos relacionamentos visuais Homem/Paisagem e das apropriações interiores e exteriores, utilizados na arquitetura e espaços exteriores na zona do Funchal.

Na conceção do edifício teve-se em atenção o facto de que a ele não lhe pudessem atribuir uma frente  e traseiras, muitas vezes fatores descaracterizantes de determinados pedaços de cidade.

1/6
ALDEIA URBANA
HUAMBO, ANGOLA
 
PROJETO

 

Tendo por objetivo a realização da habitação em sistema construtivo otimizado, a solução estrutural traduz-se num sistema misto de pilares e vigas de bordadura em betão armado, com paredes em alvenaria de blocos (BARROCAL) da Fradical, sobre ensoleiramento geral.

A cobertura inclinada será executada em painéis sandwich de 30mm com chapa de zinco perfilada/nervurada, sobre estrutura metálica.

Sendo desenvolvida num só piso, a estrutura de pilares da moradia desenvolve-se numa malha padrão de 4 por 4m.

 

Vista aérea do espaço envolvente.
Vista aérea do espaço envolvente.

Vista da entrada.
Vista da entrada.

Perspetiva dos acessos.
Perspetiva dos acessos.

Vista aérea do espaço envolvente.
Vista aérea do espaço envolvente.

1/5
PARQUE INFANTIL
CASAL DE SÃO BRÁS, AMADORA

 

PROJETO

 

 

Espaço expositivo
Espaço expositivo

Espaço expositivo
Espaço expositivo

Espaço expositivo
Espaço expositivo

Espaço expositivo
Espaço expositivo

1/5
EXPOSIÇÃO NO MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA
MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS, LISBOA

 

PROJETO E OBRA

 

 

Relógio de Sol
Relógio de Sol

Relógio de Sol
Relógio de Sol

Relógio de Sol
Relógio de Sol

1/2
RELÓGIO DE SOL
 

PROJETO

 

 

Simulação 3d do apartamento.
Simulação 3d do apartamento.

Perspetiva sobre o espaço de cozinha
Perspetiva sobre o espaço de cozinha

Perspetiva do wc.
Perspetiva do wc.

Simulação 3d do apartamento.
Simulação 3d do apartamento.

1/8
APARTAMENTO NUNO PEREIRA
LINDA-A-VELHA, OEIRAS

 

REMODELAÇÃO 

Montra de dia.
Montra de dia.

Montra de noite.
Montra de noite.

Entrada.
Entrada.

Montra de dia.
Montra de dia.

1/5
LOJA RAYBAN
PAREDE, LISBOA



PROJETO E OBRA

1/5
LOTEAMENTO
COINA, BARREIRO



PROJETO

Planta n.º 1: vista aérea.
Planta n.º 1: vista aérea.

Planta n. º 3:
Planta n. º 3:

Carta de Ordenamento do Território do Plano Diretor Municipal de Abrantes

Planta n. º 9:
Planta n. º 9:

Loteamento - Hipótese B

Planta n.º 1: vista aérea.
Planta n.º 1: vista aérea.

1/5
ESTUDO DE VIABILIDADE 

ABRANTES

 

ESTUDO DE VIABILIDADE

 

1/6
MÓVEL COFELY GDF SUEZ



PROJETO

 

 

Cofely
Cofely

Vista do exterior.
Vista do exterior.

Cofely
Cofely

1/13
COFELY GDF SUEZ



PROJETO E OBRA

COPA

 

 

1/0
CENTRO DE ESTÁGIO

MOXICO, ANGOLA

 

PROJETO

 

Atualização em breve.

 

Planta de cobertura.
Planta de cobertura.

Planta geral.
Planta geral.

Alçado direito e corte longitudinal.
Alçado direito e corte longitudinal.

Planta de cobertura.
Planta de cobertura.

1/4
KANDAMBA  

 ANGOLA

 

PROJETO

 

EDIFÍCIO LARGO DO MASTRO
LISBOA

 

PROJETO DE REABILITAÇÃO

 

Planta amarelos e vermelhos Piso 0
Planta amarelos e vermelhos Piso 0

Planta geral Piso 0
Planta geral Piso 0

Largo do mastro
Largo do mastro

Planta amarelos e vermelhos Piso 0
Planta amarelos e vermelhos Piso 0

1/7
MESA PORTUGAL
MESA PORTUGAL

Inox, aglomerado de cortiça expandida e vidro.

MESA PORTUGAL
MESA PORTUGAL

Inox, aglomerado de cortiça expandida e vidro.

ccc.jpg
ccc.jpg

Aglomerado de cortiça e madeira

MESA PORTUGAL
MESA PORTUGAL

Inox, aglomerado de cortiça expandida e vidro.

1/35
Móveis em Cortiça

 

PROJETO